Funcionamento: Segunda a Sexta das 09h00 as 19h00
Ligue 11 5571 8777 | Whatsapp: (11) 95628-5959

Fio de sustentação é um procedimento que traz diversos benefícios e inúmeras possibilidades de uso. Mas primeiro vamos entender o que é um fio de sustentação:

 

O que é fio de sustentação?

 

A técnica de fio de sustentação para combater a flacidez facial surgiu lá nos anos 80. Nessa época os fios eram feitos de materiais que permaneciam no corpo definitivamente como os fios de ouro e o fio russo.

 

Os métodos reposicionavam os tecidos do rosto que perdiam sustentação com a diminuição do colágeno. No entanto, esses materiais ofereciam riscos como: formação de granulomas devido a inflamações, migração do fio de lugar alterando o resultado final, possibilidade de arrebentar e a falta de elasticidade, como no caso dos fios de ouro, que alteravam os contornos originais do rosto.
A nova geração de fio de sustentação, surgiu para diminuir esses riscos e trazer ainda mais benefícios. São eles:

  • São biocompatíveis não causando rejeição do organismo.
  • São absorvidos pelo corpo depois de alguns meses.
  • Além de promoverem o reposicionamento dos tecidos também estimulam a produção de colágeno pois são feitos de materiais bioestimuladores.
  • Resultados naturais respeitando os contornos originais da face e corpo.
  • Podem ser utilizados em combinação com outros procedimentos para potencializar os resultados. 

Fio de sustentação: quais os tipos?

Fios silhouette:

Possuem garras e promovem lifting imediato com produção de colágeno a médio prazo.

Fios de PDO :

São menores e sua função principal é o estímulo potente de colágeno nas semanas seguintes a sua aplicação

 

Fio de sustentação: quanto tempo dura?

 

Passado o período de ação do fio de sustentação, ( até 2 anos para o silhouette e até 8 meses para o PDO) os ganhos com o procedimento não são perdidos. No entanto, o processo de envelhecimento natural do corpo continua. Por isso, deve-se avaliar junto a um médico dermatologista a necessidade de se refazer o procedimento. Pode-se optar também por uma outra técnica mais adequada às demandas do paciente naquele momento.

 

 

Vamos agora aos diferentes usos dos fios de sustentação para o rosto e corpo:

Fio de sustentação no rosto:

Primeiro é feito uma análise facial do paciente. O dermatologista então faz uma marcação das áreas que apresentam flacidez e determina a quantidade de fios e o tipo de fio que deverá ser inserido.

Depois disso, um creme anestésico é aplicado. As agulhas ou cânulas são inseridas deixando os fios sob a pele no local demarcado. A tecnologia de introdução é baseada na utilização das linhas de tensão da pele natural, que também provoca um efeito semelhante a um lifting facial.

Quando o objetivo é um lifting facial imediato, a retirada da agulha ocorre junto com uma tração do tecido. Nesses casos, são utilizados fios com garras ou fio silhouette. Esse fio tem a capacidade de puxar e empurrar a flacidez da pele fortemente de forma que o resultado é um contorno fino, elástico com um efeito lifting prolongado.

Quando a flacidez é mais sútil, pode-se utilizar o fio de PDO, que é inserido na camada subcutânea em diferentes direções, formando uma rede. Quando é absorvido pelo organismo, é substituído por um colágeno novo, minimiza rugas, promove um lifting facial e melhora a qualidade da pele.

A sessão leva em torno de 30 a 60 minutos. Pacientes relatam que a dor é muito pequena, menos incômoda do que um preenchimento facial, por exemplo.

 

Indicações para fio de sustentação no rosto:

 

As indicações do uso de fio de sustentação no rosto para lifting facial é bastante amplo.

 

Ele é indicado para as seguintes áreas:

 

 

  • Rugas da testa horizontais e verticais
  • Testa
  • bordas externas das sobrancelhas
  • tecidos moles
  • sobrancelhas caídas
  • pálpebra inferior (bolsas)
  • Bochechas
  • Dobras naso-labial (bigode chinês)
  • Queixo duplo
  • Efeito V-lifting
  • Contorno da Mandíbula
  • Dobras de pele no rosto

 

Fio de sustentação no pescoço

 

Para uma  flacidez no pescoço  acentuada, é recomendado, em geral, 2 pares de fios silhouette. São dois fios de cada lado.. Um acima e outro mais abaixo. Após a inserção, os fios promovem um acúmulo de pele lateral que vai se acomodando e desaparecendo nos 10 dias subsequentes. O efeito lifting é sentido imediatamente. A produção de colágeno começa 3 meses depois da colocação dos fios.

No caso de uma flacidez inicial, pode ser usado o fio de PDO que estimula colágeno e traz resultados em algumas semanas.

 Fio de sustentação na papada

 

Os resultados do fio silhouette quando aplicados na região da papada são excelentes e naturais. O rosto readquire definição e o estímulo do colágeno promove um rejuvenescimento ainda maior! É recomendado para níveis de flacidez leves e intermediários.

Os fios PDO, por serem feitos de polidioxanona atuam na estimulação do colágeno. Esse tipo de fio é indicado para nível de papada ainda inicial e pode servir como procedimento de prevenção ou para postergar o surgimento do papo.

Vale ressaltar que o fio de sustentação atua na diminuição da flacidez somente. Em caso de acúmulo de gordura na região é interessante combinar com a aplicação do ácido deoxicólico. Essa enzima atua como uma lipo não-cirúrgica e contribui para eliminar a gordura da área onde é aplicada.

Fios de sustentação na sobrancelha e olhos

 

O lifting de sobrancelhas com fio de sustentação de PDO é uma ótima solução para quem não quer passar por cirurgia plástica que envolve cortes, cicatrizes e recuperação demorada.

Se o fio utilizado for o de tração, o lifting pode ser sentido logo após o tratamento. No caso de fios que apenas estimulam o colágeno, os resultados vão sendo sentidos a medida que o corpo vai produzindo o novo colágeno.

Pode ser associado ao ultrassom microfocado que também promove um lifting na região. Por meio do calor do ultrassom há contração da pele ao redor dos olhos. A combinação de ambos potencializa os resultados.

Ainda como complemento, pode ser feita uma aplicação de botox que contribui para o levantamento do olhar e diminui as rugas e marcas de expressão.

Todos os procedimentos são minimamente invasivos e podem ser combinados de acordo com a necessidade de cada paciente.

 

 

Fio de sustentação para umbigo triste

 

Umbigo triste é um nome popular para o enfraquecimento da pele ao redor do umbigo causado pela perda de colágeno ou excesso de pele. As causas em geral são perda de peso, cirurgias plásticas ou uma gestação.

O umbigo perde seu formato e gera muito incômodo e até a perda da autoestima por parte do paciente.

Quando a flacidez é acentuada, os fios de sustentação silhouette são aplicados na região e promovem um lifting nesta pele que ficou “caída” e ainda proporciona a produção de colágeno. A pele volta pro lugar e recupera sua elasticidade e fica mais firme.

Fio de sustentação recuperação

O pós procedimento é bastante tranquilo e o paciente pode voltar as atividades cotidianas no dia seguinte. Os locais de inserção dos fios somem rapidamente, não deixando marcas ou cicatrizes. É possível que apareçam hematomas que devem sumir em até 15 dias. É recomendado que se interrompa a prática de esportes por alguns dias, assim como movimentações bruscas ou massagens na região. Manter cuidados básicos de higiene para evitar infeções.