Funcionamento: Segunda a Sexta das 09h00 as 19h00
Ligue 11 5571 8777 | Whatsapp: (11) 95628-5959

A medicina evoluiu e hoje vivemos mais e melhor do que há algumas décadas. A maioria das pessoas está mais consciente da necessidade de uma alimentação balanceada e da importância da prática de exercícios físicos como parte da rotina. E para acompanhar essa tendência, nada mais natural que a busca por procedimentos estéticos para preservar a jovialidade da pele. E os recursos são muitos. A medicina estética tem desenvolvido tecnologias revolucionárias que permitem o estímulo do colágeno pelo próprio organismo. É o caso do ultrassom microfocado!

Os resultados? Cada vez mais naturais, surpreendentes e duradouros. E o melhor, sem que seja necessário passar por cirurgias, cortes ou cicatrizes.

Vamos então tirar todas as dúvidas a respeito do tratamento com ultrassom microfocado que tem feito um grande sucesso nas clínicas e consultórios dermatológicos.

Ultrassom microfocado: como funciona esse procedimento?

Ultrassom microfocado é um procedimento que utiliza o calor como forma de promover a contração das fibras de colágeno. Desta forma ele promove a redução da flacidez e um lifting facial natural.

O equipamento produz ondas de ultrassom que conseguem atingir além das camadas mais profundas da derme, chegando a fáscia muscular e aos músculos. A energia é focada em pontos de 1mm cúbico cada vez que é feito um disparo. A profundidade pode chegar até 5 mm cúbicos, sem danificar a superfície da pele. Por isso, o ultrassom microfocado é mínimamente invasivo.

O resultado desse processo é a contração dos tecidos. A formação de colágeno novo é estimulada no local tratado. Além disso, uma contração muscular ocorre logo após a sessão e causa um efeito de lifting facial imediato. Após alguns meses, quando o corpo atinge o máximo de sua produção de colágeno, é possível observar uma melhora significativa da flacidez facial.

 

Ultrassom microfocado: quais as indicações?

O ultrassom microfocado é recomendado para todos os tipos de pele. Sua principal indicação é para pacientes com flacidez de leve a moderada. Nesses casos é necessário somente uma sessão ao ano. Para pacientes que possuam uma flacidez acentuada é indicado um número maior de sessões.

O ultrassom microfocado é indicado para tratar flacidez do rosto e do corpo. As principais áreas que podem ser beneficiadas são:

  • Rugas ao redor da boca ( código de barras)
  • Região da mandibular, queixo e papada
  • Pescoço
  • Rugas embaixo dos olhos
  • Mãos
  • Colo
  • Regiões do corpo como barriga, região interna das coxas, glúteos, abdomen e joelhos.

Como é a recuperação do procedimento?

O ultrassom microfocado oferece muitos benefícios e pouco desconforto. Por ser minimamente invasivo, a aplicação do ultrassom microfocado provoca somente uma leve dor no local da aplicação. As áreas tratadas também podem apresentar formigamento e uma sensação anestésica. Porém, tais sintomas melhoraram em poucos dias.

Quando os resultados podem ser notados?

Logo após a aplicação já é possível notar um lifting facial, com uma redução de rugas e linhas finas. Esse efeito é devido a contração muscular e dos fibroblastos. Num segundo momento, dentro de 3 meses, percebe-se uma melhora na flacidez da região tratada devido a produção do colágeno.

 

Ultrassom microfocado e bioestimuladores de colágeno:

Em casos de flacidez acentuada, é possível associar o ultrassom microfocado com outros tratamentos não-invasivos como os bioestimuladores de colágeno. Essas substâncias têm ação a médio prazo e contribuem para aumentar a firmeza da pele e devolver os contornos originais da área tratada. Os efeitos são potencializados e a flacidez reduz ainda mais. Além disso, alguns bioestimuladores tem efeito preenchedor como é o caso do Ellansé e do HarmonyCa. Esses produtos já proporcionam uma melhora da hidratação e elasticidade da pele logo após a aplicação. Rejuvenescimento em dose dupla!

 

Para saber mais sobre como o ultrassom microfocado pode te beneficiar ou sobre quais procedimentos podem ser associados para intensificar os resultados rejuvenescedores, agende uma avaliação estética! Lembrando que esses procedimentos devem ser feitos por um profissional médico dermatologista.