TOXINA BOTULÍNICA OU BOTOX

O QUE É?

A toxina botulínica é uma neurotoxina produzida por uma bactéria chamada Clostridium botulinum que são bacilos que se desenvolvem na comida enlatada mal esterilizada, assim como em carnes, conservas e embutidos culinários. Ao ingerir alimentos contaminados com essa bactéria, desenvolvemos uma doença chamada botulismo. No uso teraêutico, a toxina botulínica é utilizada em uma versão industrializada, purificada, congelada a vácuo e estéril da toxina botulínica tipo A, que é a mais potente para as finalidades estéticas e terapêuticas. Para esses fins são usadas doses que não causam o botulismo, por isso não existe o risco dos pacientes desenvolverem a doença. Históricamente a toxina botulínica começou a ser utilizada na medicina para o tratamento de estrabismo. Entretanto, começou-se a observar que os pacientes tratados com a toxina botulínica apresentaram uma melhora nas rugas e linhas de expressão da testa. A partir de então iniciou-se o uso para fins estéticos. A versão industrializada da toxina botulínica ficou conhecida por Botox que é o nome da marca americana que utilizou para fins estéticos a substância pela primeira vez e acabou se tornando mundialmente conhecida e utilizada. A toxina botulínica tem sido utilizada para fins estéticos desde a década de 90 e é a principal e mais popular substância para o rejuvenescimento facial. Além de contribuir para o desaparecimento de linhas de expressão e rugas , a toxina botulínica também é utilizada para a sua prevenção, portanto, também é recomendada a aplicação em pessoas mais jovens que ainda não apresentam sinais de envelhecimento importantes. Quando sorrimos, franzimos a testa ou apertamos os olhos, utilizamos músculos faciais cujos movimentos repetidos vão formando as chamadas linhas de expressão. Outros fatores como intensa exposição solar e fumo também aceleram o aparecimento de rugas. A aplicação da toxina botulínica em algumas regiões da face, combinada com outros procedimentos, inibe o aparecimento de rugas, retardando o processo de envelhecimento da pele.

COMO AGE?

A toxina botulínica age produzindo uma paralisia temporária no músculo facial onde ela é aplicada. Ela bloqueia a liberação de um neurotransmissor chamado acetilcolina que é o responsável por levar as mensagens elétricas do cérebro até o músculo. Os pontos a receberem a aplicação da toxina botulínica ou botox devem ser escolhidos e definidos de acordo com a anatomia facial e tipo de rosto de cada paciente para que o resultado do procedimento seja natural, respeitando as características do rosto de cada pessoa. Por isso a maneira mais segura é que as aplicações sejam feita por médicos e dermatologistas. As aplicações são feitas através de micro agulhas e cada sessão demora de 10 a 20 minutos, dependendo da quatidade de regiões a serem tratadas. O procedimento causa um desconforto considerado mínimo que deve ser amenizado com o uso de creme anestésico e compressão com gelo. O efeito da ação da toxina botulínica pode demorar até 4 dias para se manifestar e seu efeito completo é percebido após uma semana. A sua duração pode variar de 4 até 8 meses, quando deverá ser aplicado novamente. O uso contínuo do botox faz com que o seu resultado se potencialize, pois quanto maior a duração da paralisia dos músculos menor a chance de aparecerem as rugas e marcas de expressão. Por ser um procedimento pouco invasivo e que causa uma dor mínima, não existe contra-indicações em seu uso contínuo.

PARA QUEM É INDICADO?

O uso mais popular da toxina botulínica é para o tratamento das rugas e linhas de expressão na região da testa e na lateral dos olhos onde ficam os conhecidos pés de galinha. Além do uso estético, a toxina botulínica vem sendo utilizada em diversas situações clínicas como no tratamento de sequelas de lesões do sistema nervoso central, principalmente no caso de lesões encefálicas em decorrência de traumatismos de crânio ou provocadas por derrames e paralisia cerebral. Outras doenças que podem ser tratadas através da aplicação de toxina botulínica são: mal de Parkinson, esclerose múltipla, cefaléias, tiques nervosos e hiperidrose de axilas e palmas das mãos. Em relação ao uso estético não existem restrições de idade. Qualquer pessoa adulta pode se beneficiar do uso da toxina botulínica. Em pessoas mais jovens o uso pode ser com finalidade preventiva e no caso de pessoas mais idosas é necessária a combinação com outros procedimentos como o preenchimento facial, uma vez que as rugas são mais profundas. Hoje em dia existe uma tendência em aplicar o botox em muitas partes do rosto como a peribucal, região mentoniana, mandibular, pescoço e colo. Mas é importante privilegiar algumas poucas áreas pois o uso excessivo de botox pode causar uma aparência engessada da face tirando a naturalidade da expressão facial.

QUAIS AS VANTAGENS E BENEFÍCIOS?

A aplicação de botox traz inúmeros benefícios e sua maior vantagem é ser pouco invasivo, ter uma ótima relação custo-benefício e duração relativamente longa. Quando aplicado na região da testa, olhos e sobrancelhas o botox atenua os pés de galinha, eleva as sobrancelhas e melhora o aspecto e contorno da pele. Quando utilizados na região da ponta do nariz, seu efeito é evitar o achatamento durante conversações e sorrisos. Na região da boca e lábios, contribui para a diminuição das rugas e também é bastante utilizado em pessoas que mostram muita a gengiva ao sorrirem. Na área do pescoço tem resultados surpreendentes em casos de rugas horizontais e na tensão do pescoço, conhecida como cordas, e que aparecem após os 40 anos de idade.

QUANTAS SESSÕES SÃO RECOMENDADAS?

É necessário somente uma sessão para cada aplicação que tem duração de 4 a 8 meses.

COMO É O PÓS-PROCEDIMENTO?

Após o procedimento deve-se evitar deitar por aproximadamente 4 horas, não fazer exercícios pesados e não massagear o local. É importante evitar viagens aéreas nas horas seguintes a aplicação pois, com a alteração da pressão ambiente, o produto pode migrar para outras áreas. Em caso de dores de cabeça não tomar aspirina ou similares, opte pela dipirona ou paracetamol. Algumas pessoas apresentam vermelhidão no local mas desaparece rapidamente.

EXISTE CONTRA-INDICAÇÕES?

Não existem contra-indicações. A aplicação deve ser evitada somente em casos de doenças auto-imunes em estado grave e de perda de força muscular progressiva. Não existem estudos que comprovem que a toxina botulínca prejudique a vida do feto, mas a aplicação em mulheres grávidas é evitada pelos médicos.
Scroll to Top